QUEM SOU EU

Minha foto
Goiânia, Goiás, Brazil
Escrevemos sobre assuntos ligados à história goiana, genealogia, artes, artesanato e assuntos de interesse de nossa família. Portanto, esse espaço pertence a uma pessoa somente, é público, todos podem ler se quiser, pois aqui publicamos vários tipos de assuntos, a grande maioria dos leitores se manifesta positivamente e com elogios, o que agradecemos muito. Os comentários devem ser acompanhados de identificação, com email, para que sua opinião seja publicada.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

É A HORA DA VERDADE, OLHO NO OLHO, PRETO NO BRANCO

Desviar recurso desobedecendo à área administrativa para fazer uma obra não autorizada para quem? Para alguém seu amigo? Para lazer? Não, foi para a própria Igreja. Como ele falou à imprensa: " precisava que eu buscasse antes a autorização dos responsáveis pela Arquidiocese. Muitas vezes no meu impulso, impulsionado pelo Espírito Santo, fazia pelas necessidades ou porque precisava acontecer. Nunca fui muito de pedir essa autorização". Fazia, fez e faz para a Igreja e hoje são obras, reconhecidamente, necessárias e úteis.  
Realmente, Padre Luiz Augusto desviou recursos. Mas, para que será que ele desviou dinheiro? Foi para comprar uma batina nova (a dele anda meio poida)? Para comprar um carrão preto  e pagar um motorista? Para ir à Terra Santa ou a Europa?
Não, esse desvio "criminoso" que merece denuncia anônima, como denunciam aos criminosos perigosos, repito, foi usado, PASMEM, para fazer mais obras para a Igreja! Causa grande celeuma, pois tem gente, que é melhor que continue anônima, que disse que ele deveria levar pelo menos três anos para fazer uma obra. Por que será?  Anônimos, também, dizem que assim poderiam arrecadar mais doações.
Se houve verdadeiro crime nisso, tá na hora, façam uma denúncia em uma delegacia de polícia, caso contrário, parem de atrapalhar quem tem sucesso e vão trabalhar. Como dizia uma frase de para-choque de caminhão: não me invejem, trabalhem. 
Como todo mundo quer ficar junto ao poder, bajular quem tem poder é um ato de consequências mais imediatas, porém, todos enfrentarão o tribunal um dia e pagarão por suas más escolhas.
Se contassem e pedissem sigilo que a Arquidiocese pega o dinheiro arrecadado pelas paróquias, não dariam ouvidos.  Assim como, se fizessem uma denúncia anônima, dizendo que pegam os recursos doados para as obras de caridade do Padre Luiz Augusto a fim de cobrir despesas da Cúria, também, não acreditariam. Denúncia assim é falta de caráter, ou melhor, ninguém imagina uma coisa dessas.
O próprio representante da Cúria, Padre Arthur Freitas, em entrevista ao jornal da TV local derruba todas essas acusações declarando que não há nada que desabone o Padre Luiz Augusto. Não há desfalque nem desvios em sua administração.
Podem admirá-lo, isso é nobre também. Admirem e não o invejem, ele merece o respeito de todos.
A verdade os libertará.

2 comentários:

  1. heloisanunes00@hotmail.com12 de janeiro de 2012 17:24

    Parabens, Ainda bem que existe pessoa como você, Padre Luiz, que defende a necessidade de um povo e não de uma Arquidiocese, que devia se unir ao Padre em seus projetos, para se fazer obra e caridade precisamos sim de dinheiro e contribuimos com o Padre pois o dinheiro dele não e para luxo mais sim para o povo.

    ResponderExcluir
  2. Paz e Bem.

    Desde a transferência do Padre Luiz em maio de 2010, ouvimos várias mentiras maldosas a respeito de sua conduta. Há cinco anos adotei o Padre como pai espiritual e digo com confiança e convicção: Não conheço outro homem que testemunhe o Evangelho com tanta garra e amor!!
    Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus! (São Mateus 5,10)
    Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. (São Mateus 5,11

    ResponderExcluir

os comentários somente referentes ao blog, sem ofensas e com nome e sobrenome. Os ANÔNIMOS serão descartados. Até 10 linhas.