QUEM SOU EU

Minha foto
Goiânia, Goiás, Brazil
Escrevemos sobre assuntos ligados à história goiana, genealogia, artes, artesanato e assuntos de interesse de nossa família. Portanto, esse espaço pertence a uma pessoa somente, é público, todos podem ler se quiser, pois aqui publicamos vários tipos de assuntos, a grande maioria dos leitores se manifesta positivamente e com elogios, o que agradecemos muito. Os comentários devem ser acompanhados de identificação, com email, para que sua opinião seja publicada.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

QUANDO E ONDE? OS FIÉIS QUEREM A RESPOSTA PARA ESSA INDAGAÇÃO


Uma atitude cega que não combina com a realidade do tempo e o espaço em que estamos vivendo se assemelha à tirania de séculos passados. Conseguem agrupar, sob a alegação de que precisam corrigir as atitudes de um sacerdote, pessoas que há muito vêm usando antolhos para não perceber o que se passa ao lado. Concluíram que o Padre Luiz por ser um sacerdote popular e muito requisitado estaria acometido de um dos sete pecados capitais: a vaidade. A partir daí, zelosamente, a Cúria resolveu expurgá-lo de tal mal e lhe aplicaram a penitência de ficar proibido de exercer qualquer das funções que o estariam induzindo a esse flagelo, tal como removê-lo de sua Paróquia, por ele reconstruída em tempo recorde com recursos doados por frequentadores e proibi-lo de ministrar os sacramentos que lhe foram permitidos quando foi consagrado sacerdote e como medida de segurança ele fica definitivamente obrigado a pedir autorização para fazer cada batizado, casamento ou qualquer outra atividade ligada ao seu ministério para que não haja risco de recaída.
Com medidas tão drásticas e amorosas por parte da Cúria, mais precisamente Dom Washington e seu fiel Bispo Auxiliar, Dom Waldemar, ninguém sabe porque as doações à Paróquia Sagrada Família caíram drasticamente e a presença de fiéis, igualmente, se reduziu a uma fração do que era anteriormente. Os brilhantes e humildes padres substitutos, que não têm pecados capitais, são os responsáveis pela paróquia, mas não conseguem tocar as obras sociais ligadas a ela e muito menos arrecadar o suficiente para as despesas. Mas, nada disso é importante, o importante é ser humilde. O “perigosamente vaidoso” Padre Luiz Augusto é incorrigível, anda de batina puída para fingir que é pobre, trabalha 16 a 18 horas por dia só para se exibir, está tão magro que alguém da cúria deveria verificar se ele quer virar modelo ou, quem sabe, andar sobre as águas sem afundar (esse homem é um perigo!).
Na Igreja, aonde autoridade tem que ser obedecida sem a menor contestação, alegar que existe um colégio para fazer isso ou aquilo, é um contrassenso, isso seria aceitável se tivesse uma ordem do Papa para ser superior ao Arcebispo, pois tem sido esse colégio a decidir. Porém, só um pode dar ordens e hierarquicamente é Dom Washington, só ele decide.  Por conforto ele pode delegar a um colégio que, na verdade, estaria autorizado a interpretar o pensamento de Vossa Eminência e deliberar exatamente o que ele quer e arcar com a culpa de tudo negativo que acontecer. Acham que enganam a todos e também acham que podem enganar o Tribunal de São Pedro? Lá em cima alguém vai perguntá-lo: “O Senhor mandou fazer? - Eu não. Então, porque o Senhor permitiu?” Para quem tem tanto poder, mandar fazer e/ou permitir que se faça, é o mesmo pecado. Mas, como já vimos nada disso consegue mudar a quem tem uma visão “corretiva tão dura”.
Não podem esquecer que os milhares de fiéis da Comunidade Atos querem saber, com mais urgência ainda, quando e onde Padre Luiz voltará a suas funções? Querem ter a missa que querem, no lugar que  querem e com o padre que querem, pois afinal quem paga as contas são esses milhares de fiéis que nunca foram consultados para dizer se estão satisfeitos com as celebrações festivas, alegres e com os trabalhos desempenhados na Comunidade Atos e se perguntados responderiam que “sim”.

4 comentários:

  1. Paz e Bem,

    Irmãos, já nem sei o que mais comentar à respeito devido ao grande o desapontamento para com a Arquidiocese.
    Peço a Deus para que não nos deixe desanimar e manter viva a esperança que em breve tudo será resolvido.
    Um abraço e OBRIGADO por este espaço de informação e partilha.

    ResponderExcluir
  2. quero parabenizar vc, pela luta desenvolvida em defesa do Pe Luiz,dos fiéis que admiram esse sacerdote, bem como dos milhares de pessoas q dependem do trabalho da comunidade junto com padre Luiz Augusto. Gostaria tbém de saber se não existe autoridade superior ao arcebispo no Brasil. Ele deve satisfação apenas ao Papa? Ficaria grato com sua resposta. Meu email é hvfilho29@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. christiane de souza16 de janeiro de 2012 17:57

    No momento a única coisa que queremos e saber mesmo aonde o Padre Luiz Augusto vai celebrar a Santa Missa. Temos presa , chega de tantas maldades contra nós e o Padre Luiz, que nasceu para ser padre, que vive a palavra de Deus e nos ensina a viver e seguir a cada dia os ensinamentos da palavra. Porque não podemos cantar, dançar, rezar, clamar ao Senhor , chorar, sorrir, viver conforme os mandamentos juntos com o Padre Luiz. Alguém vai ter que prestar contas lá no céu e explicar porque afastaram o Padre Luiz da Igreja? Queremos o Padre de volta o mais rápido e para já.

    ResponderExcluir
  4. Maria Dulce, enquanto os dirigentes incompetentes da arquidiocese de Goiânia, renega o Pe Luiz, outras denominações o espera de braços aberto, veja um pedido logo abaixo...
    Padre Luiz Augusto - VOCE É UM EVANGELIZADOR MODERNO E CARISMÁTICO, UMA PORTA SE FECHOU MAIS DEUS ABRI UM PORTAO NA IGREJA SIRIAN ORTODOXA QUE TEM LUGAR PRA VC AMADO.
    Fonte: http://www.brasilmetodista.com.br/profiles/blogs/o-pecado-da-inveja-barrando-padre-luiz-augusto-por-esquiber-da-is

    ResponderExcluir

os comentários somente referentes ao blog, sem ofensas e com nome e sobrenome. Os ANÔNIMOS serão descartados. Até 10 linhas.