QUEM SOU EU

Minha foto
Goiânia, Goiás, Brazil
Escrevemos sobre assuntos ligados à história goiana, genealogia, artes, artesanato e assuntos de interesse de nossa família. Portanto, esse espaço pertence a uma pessoa somente, é público, todos podem ler se quiser, pois aqui publicamos vários tipos de assuntos, a grande maioria dos leitores se manifesta positivamente e com elogios, o que agradecemos muito. Os comentários devem ser acompanhados de identificação, com email, para que sua opinião seja publicada.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

PADRE LUIZ AUGUSTO, EXEMPLO DE SACERDOTE.

"Terminou a reunião e a decisão já foi tomada por Dom Washington, não estou aqui para questionar, só acho que a arquidiocese deve uma explicação, não só para os católicos, mas, para o povo de Goiás. É a conduta não só de um padre, mas, de um ser humano que está no ar. Só queremos o por que? Ave maria..."  Copiado do facebook de Valéria L. Junqueira


Diante de tantos comentários e questionamentos será que teremos uma resposta agora?
Desde a primeira vez que tomaram a decisão de transferir o Padre Luiz, foi questionado o por que e quem arcaria com as necessárias despesas de todas as obras de caridade iniciadas por ele. Pois bem, como elas estão? São casas e ações que deveriam ter a vigilância das pessoas que doam, porque nunca se tem respostas aos questionamentos feitos à Igreja de  Goiás. 
Padre Luiz é um dos poucos padres próximo ao povo, as pessoas podem conversar com ele sempre, ele atende a todos, o que é difícil em outras paróquias.
Porque se deve uma resposta ao católicos de Goiás. Pois, os projetos dirigidos e iniciados por ele tiveram a grande ajuda de seus "seguidores" - servos de Deus - qual a resposta da Igreja para todos nós engajados em trabalhos caridosos com a liderança do Padre Luiz? Por que a Igreja não se importa em responder aos que colaboram para o seu fortalecimento? Somos fiéis católicos ativos, investimos nosso tempo, nossos esforços e, porque não dizer, investimos nosso DINHEIRO em obras de caridade. Cabe, sim, aos fiéis, cobrar uma continuidade e respeito aos seus interesses caridosos. Afinal somos o povo de Deus, sem o povo de Deus a Igreja não existe. Não há interesse em deixar de ser católico, mas sim de continuar a realizar as obras de caridade tão necessárias e que ainda são poucas, mas, só se consegue esse dinamismo tendo um padre que realmente sabe ser incansável em servir a Deus. No dia do Leilão escutei vários doadores comentando sobre a seriedade de seu trabalho e que estavam ali porque doaram lotes inteiros (caros) e iriam arrematar os mesmos e doar novamente, para que o leilão rendesse mais. Isso se chama credibilidade. 
A atitude do Padre Luiz é de respeito com o bem maior que a Igreja tem: o ser humano - desde os mais necessitados até aos mais ricos, pois, eles, também, necessitam de seu auxílio espiritual. Jesus veio para os necessitados. 
Padre Luiz é SERVO de Deus, ainda, tenho fé, terá a admiração de seus companheiros, porque o que ele faz é enobrecer a sua Igreja com seus sermões e a sua generosidade. 
Por Deus não deixem milhares de pessoas órfãs de um grande sacerdote, mas acima de tudo de um sacerdote  que é exemplo de bondade da Igreja Católica. Ave Maria... Eu creio.

Aos que criticam deveriam se ater mais aos documentos da Igreja e à sua história, e melhor seria se nada disso estivesse acontecendo dentro da nossa Igreja, com excelentes sacerdotes, ninguém chega ao alto comando da Igreja se não por méritos.
Há muita crítica aos carismáticos, mas, se o próprio Papa Bento XVI tem um longo documento elogiando e pedindo que incentivem aos Sacerdotes Carismáticos, por que isso? Esse é o início do documento do Papa,  ele completo está publicado nesse blog também e disponível no site do Vaticano.


O DISCURSO DO PAPA BENTO XVI, em Assis, na Itália

Em Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008
Venerados Irmãos
no Episcopado e no Sacerdócio
Queridos irmãos e irmãs!
Apresento com vivo prazer a todos vós as minhas cordiais boas-vindas, e agradeço-vos a visita que me fazeis por ocasião do II Encontro Internacional dos Bispos que acompanham as novas Comunidades de Renovação Carismática Católica, do Conselho Internacional da Catholic Fraternity of Charismatics Covenant Communities and Fellowships e, por fim, da XIII Conferência Internacional, convocada em Assis, sobre o tema: "Nós pregamos Cristo Crucificado, poder e sabedoria de Deus" (cf. 1 Cor 1, 23-24), na qual participam as principais Comunidades da Renovação Carismática no mundo. Saúdo-vos a vós, queridos Irmãos no Episcopado, e a todos vós, que trabalhais ao serviço dos Movimentos eclesiais e das Novas Comunidades. Dirijo uma saudação especial ao Prof. Matteo Calisi, Presidente da Catholic Fraternity, que se fez intérprete dos vossos sentimentos.
Como já tive a ocasião de afirmar noutras circunstâncias, os Movimentos eclesiais e as Novas Comunidades, que floresceram depois do Concílio Vaticano II, constituem um singular dom do Senhor e um recurso precioso para a vida da Igreja. Eles devem ser acolhidos com confiança e valorizados nas suas diversas contribuições para os colocar com confiança ao serviço da utilidade comum de modo ordenado e fecundo. De grande interesse é também a vossa actual reflexão sobre a centralidade de Cristo na pregação, assim como sobre a importância dos "Carismas na vida da Igreja particular", com referência à teologia paulina, ao Novo Testamento e à experiência da Renovação Carismática. O que aprendemos do Novo Testamento sobre os carismas, que surgiram como sinais visíveis da vinda do Espírito Santo, não é um acontecimento histórico do passado, mas realidade sempre viva: é o mesmo Espírito divino, alma da Igreja, que age nela em cada época, e estas suas intervenções misteriosas e eficazes manifestam-se neste nosso tempo de modo providencial. Os Movimentos e as Novas Comunidades são como irrupções do Espírito Santo na Igreja e na sociedade contemporânea. Então podemos dizer que um dos elementos e dos aspectos positivos das Comunidades da Renovação Carismática Católica é precisamente a importância que revestem nelas os carismas ou dons do Espírito Santo e mérito seu é ter evocado na Igreja a actualidade.

11 comentários:

  1. Jesus MISERICÓRDIA !!!! Nunca imaginei presenciar tamanha inveja e crueldade dentro da igreja que amo, pois o padre Luiz me ensinou a amá-la. Que provação !!! Apesar da revolta e tristeza, tenho certeza de que Deus tudo vê e de que ninguém fugirá da justiça divina. Eu clamo o SANGUE DE JESUS sobre o padre Luiz e peço a Nossa Senhora que passe a frente protegendo o nosso pai espiritual, sobretudo na sua saúde. Quanto ao bispo, esse é digno de pena, por perseguir a pessoa de Jesus na figura de um sacerdote ímpar.
    Jesus nos garante, bem aventurados os que tem fome e sede de justiça porque serão saciados(Mateus 5, 6). Isso é promessa de Deus e garantia de vitória, ainda que as circunstâncias não sejam favoráveis.

    ResponderExcluir
  2. ANA CLÁUDIA PACHECO5 de novembro de 2011 09:57

    È VERGONHOSO UMA ATITUDE COVARDE , QUE VAI CONTRA TUDO QUE JESUS DEIXOU DE EXEMPLO , O AMOR ! UMA COMUNIDADE DESAMPARADA EM DETRIMENTO DA INVEJA . MISERICÓRIA !!!


    ANA CLÁUDIA PARRODE PACHECO

    ResponderExcluir
  3. Que absurdo, o Pe. Luiz é um espelho para muitos, inclusive pra mim, é muita inveja, fico com o coração apertado só de pensar no que o padre deve estar sentindo nesse momento, é muita humilhação,
    mais não tem nada que apague o amor que sentimos por ele, e nem a sede de ouvir sua pregação. O pe. Luiz me ensinou a amar, ser tolerante, a aceitar as coisas, mais tá difícil. Que Deus proteja o Padre Luiz.

    ResponderExcluir
  4. "Uma situação trágica existe quando o homem é mais nobre do que as forças que o destroem. "

    ResponderExcluir
  5. Hipócritas, invejosos...Deus tenha misericórdia do nosso querido pe Luíz

    ResponderExcluir
  6. eu so queria entedem onde o bispo que chegar com estas atitudes dele. atitudes que so estao gerando rancor nos catolicos .

    ResponderExcluir
  7. Bispo!
    Com todo amor de Deus quero te pedir uma reflexão. Eu sei que dentro do seu peito bate um coração que tem voz. Escute a voz do seu coração. O poder gera disputas, mas a autoridade do nome de Jesus gera conselho. Ele é o melhor Conselheiro. Administra a sua Igreja com autoridade, esquece esse negócio de poder. Dá uma chance aos Católicos Carismáticos, eles são uma realidade viva dentro da Igreja. Ama Essa Igreja com as suas diversidades. Deus é Amor!
    Pedro José da Silva

    ResponderExcluir
  8. É dificil entender certas atitudes de uma autoridade que deveria dar exemplo de união e de ser um bom pastor. Dispersar um rebanho, calar uma voz que incomoda..."E o que eu fiz com meus talentos???? Eu diminuí..." Qual será a resposta de Deus : SERVO MAU E PREGUIÇOSO...
    Soraia

    ResponderExcluir
  9. O que mais entristece o meu coração e com certeza o coração de Deus é saber que tudo isso que está acontecendo com o Pe Luiz Augusto é um dos motivos em virtude do seu dizimo ter se tornado o maior de todas as igrejas e por ele não permitir que seus fiéis usasse folheto, mais sim a bíblia nas missas e isso faz com que não gera lucros para a Arquidiocese.

    Outro detalhe que devemos expor e fazer as pessoas entender é que não podemos calar diante das injustiças ministradas pela igreja católica. Devemos sim mostrar toda nossa indignação perante o que vem acontecendo.

    Na ultima quinta 10/11 foi o último dia do Pe Idelfonso da Paróquia Santa Edwiges, foi transferido porque seu carisma é muito forte, ele preocupa com o lado espiritual dos fieis e isso não agradou o pároco que prefere padres que lê sua cartilha. Ou seja, o lado material, pois a igreja que está sendo construída por ele custará um valor de R$ 6.000.000, que pretende tirar dos bolsos dos devotos de Sta Edwirges.

    Isso só para entenderem que precisamos fazer algo para que as pessoas entendam o porquê da nossa revolta diante das injustiças praticadas contra o Pe Luiz. O que eles querem na verdade é que concordamos de participar de missas frias que não muda as pessoas, homilias que não engrandece o interior dos fieis.

    Peço perdão a cada um que está lendo está mensagem se disse algo que não concordam.
    Meu coração está muito triste.

    Jandira Martins

    ResponderExcluir
  10. jandira martins voce nao falou nada demais,voce so falou a verdade,porque voce acha que os evangelicos so multiplicam.

    ResponderExcluir
  11. Jandira,condordo com tudo que voce disse.EU e minha familia estamos sentindo muita falta do Padre Luis
    Pedimos a Deus que esta injustca acabe o quanto antes , pois nao podemos chegar na semana santa sem ter a segunda maior via sacra do Brasil .So quem ja foi sabeo que estou falando.Seria o melhor presente para nos fieis se a arquidiocese liberassem o Padre luis para celebrar conosco o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo.
    Que Deus abencoe a todos nos.
    Simone

    ResponderExcluir

os comentários somente referentes ao blog, sem ofensas e com nome e sobrenome. Os ANÔNIMOS serão descartados. Até 10 linhas.